Tags

, , , , , , , , , ,


Anotações retiradas do livro “Manual para os dias de crise sob a ótica da era dourada: como os super-heróis encaram o cotidiano sem surtar (porque, convenhamos, grandes poderes trazem grandes responsabilidades)”:

Em primeiro lugar, exercite-se. Levante algum peso sem forçar muito a coluna. Se não encontrar o Mjölnir (o martelo do Thor), use um cabo de vassoura com baldes de água amarrados às pontas. O corpo é seu principal ambiente de trabalho e lazer. Não o desperdice nas sombras, como fazem os vilões.

Faça o inesperado, principalmente quando até mesmo você se surpreende. Quando ninguém estiver olhando, suba pelas paredes. Na ausência de teias como as do Homem-Aranha, você pode fazer rapel. A aventura faz parte de nossas vidas desde que superamos os outros espermatozóides.

Aceite que você também é um mutante, com todo o respaldo evolutivo que encontramos na própria natureza. Das mais nobres qualidades, a mutação nas espécies é o que as tornam interessantes. Reconhecemo-nos nas diferenças, acolhendo com sobriedade o cabelo branco da jovem Tempestade ou a ótima conservação jovial do velho Wolverine. E, juntos, dizemos não aos preconceituosos.

Mantenha-se bem informado. Veja o caso do Superman, que está sempre com a cabeça nas nuvens, mas nunca perde o foco dos problemas aqui de baixo. A informação das mais variadas e divergentes fontes lhe trará duas habilidades cada vez mais raras: o conhecimento e a ponderação. Use-as sem parcimônia.

Persevere. O Batman não se tornou o maior detetive do mundo sem os anos de dedicação aplicados à sua causa. Nalgum momento, é normal fraquejar (ainda mais se o seu arqui-inimigo for tão insano quanto o Coringa), mas lembre-se que a resiliência sempre está ao alcance dos bem dispostos.

Por último, mas não menos importante, seja verdadeiro consigo mesmo. O laço da verdade que a Mulher-Maravilha aplica em seus adversários poderia ser aposentado se a disposição natural das pessoas fosse para com a honestidade.

Os resultados são garantidos, desde que estes conselhos sejam seguidos à risca.

Contraindicações: máscaras e uniformes coloridos não estão na moda.

> Crônica publicada no Jornal Notícias do Dia em 20/10/2016.

cronicafalada

Anúncios