Tags

, , , , , , , ,


Zodíaco (2007), de David Fincher comete um pequeno grande pecado: deixar o espectador menos curioso que suas próprias personagens. Se com Seven – Os Sete Pecados Capitais (1995) e Clube da Luta (1999) Fincher queria provocar o público através da psicologia perturbada dos caracteres, aqui o diretor permanece com um interesse ligeiramente disperso para com a trama, como se carregasse a responsabilidade maior em gente como Jake Gyllenhaal, Robert Downey Jr. e Mark Ruffalo; o que não é mal negócio, principalmente com Downey Jr. exercendo em doses precisas as nuances de um profissional cult-sarcástico-desleixado. Por sinal, este talvez o último grande desempenho do ator antes de levar as características de Tony Stark / Homem de Ferro para qualquer produção que faria na sequência. Zodíaco termina com a estranha sensação de obra inacabada, quais os crimes cometidos pelo serial killer que dá nome ao filme. Mesmo que a intenção seja de incompletude, o incômodo que esperávamos estava além de toda a investigação e de todo o jornalismo apresentado na película. O espectador torcia para ser vítima do entusiasmo, mas acabou imunizado pelas circunstâncias.

zodiaco